destaque.fw

Praia Acessível proporciona banho de mar a mais de 100 pessoas de São Paulo

Não foi a primeira vez que o aposentado Rogério Santos, 40 anos, viu o mar de Santos. Mas neste domingo (9) de sol foi a primeira vez que ele sentiu a água salgada da praia com o auxílio de uma cadeira anfíbia, do programa Praia Acessível, organizado pela Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds). É que há quatro anos ele passou a utilizar cadeira de rodas em razão de uma doença genética rara, a ALD. “O contato com o mar é liberdade para mim. Me senti livre nessa experiência tão boa”, disse.

Ele foi uma das 110 pessoas com deficiência atendidas pela organização Comunidade Cidadã, da zona sul de São Paulo, que passaram o dia na praia do canal 3. Com o grupo estavam 80 acompanhantes e 52 voluntários da entidade. “A dificuldade para eles virem até a praia é enorme por conta do transporte e das condições financeiras, pois é um público da periferia de São Paulo. É um dia diferente, um momento de confraternização”, explicou Márcia Martins, uma das coordenadoras da organização Comunidade Cidadã.

Quem veio pela terceira vez foi Crislaine Cristina, 23. “Antes eu entrava com minha própria cadeira, já entrei até de muleta. Mas com essa cadeira me sinto mais segura. Nem todas as praias têm um projeto como esse”.

O Programa Praia Acessível funciona o ano inteiro, aos sábados e domingos, das 9h às 15h, na Praia do Gonzaga, junto ao canal 3, com acesso por uma plataforma de madeira. Para o público com deficiência ou mobilidade reduzida, são oferecidas duas cadeiras anfíbias, com apoio de um educador físico e dois auxiliares.

“A praia é o espaço mais democrático e que inclui, de fato, com esse programa, todas as pessoas, inclusive aquelas que nem conseguiriam entrar no mar. É tornar a natureza acessível a qualquer pessoa”, afirmou o coordenador das Políticas para Pessoas com Deficiência, Daniel Monteiro, da Seds.

Banho de mar e agendamento

– O banho de mar dura 30 minutos, porém, quem tem condições de caminhar e preferir entrar no mar sem auxílio da cadeira, o programa autoriza desde que seja respeitado o apoio do educador físico. Neste ano, o programa já atendeu mais de 500 pessoas. Grupos interessados em agendar podem enviar e-mail para codep@santos.sp.gov.br ou ligar para 3202-1911.

Via: prefeitura Municipal de Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *